Veja a avaliação de nossos usuários sobre a 99Contratos

1068 Avaliações

Dúvidas Frequentes Dúvidas Frequentes

prévia do contrato

Ver a prévia do Contrato

editar o contrato

Editar o Contrato

salvar dados do contrato

Salvar dados para continuar depois

restaurar dados do contrato

Restaurar dados salvos

 
 
DÚVIDAS FREQUENTES
Clique nas perguntas abaixo ou nos envie sua pergunta para contato@99contratos.com.br.
Para retornar clique fora deste quadro ou no X acima.
Data do cartão Número do cartão Nome no cartão
salvar sessão contrato

Salvar dados para continuar depois

restaurar sessão contrato

Restaurar dados salvos

restaurar sessão contrato

Concluir contrato

descrição salva sessao

Os dados preenchidos serão salvos em uma sessão acessível somente por você.

Utilize um e-mail e uma senha para que os dados sejam armazenados com segurança, e assim, utilizando eles você poderá continuar o preenchimento do contrato em outro momento.



 



DISTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL






Entre:

, solteira, nacionalidade: , profissão: , n.º , CPF n.º , residente em: ___________________,
doravante denominada DISTRATANTE COMPRADORA,

e:

, solteira, nacionalidade: , profissão: , n.º , CPF n.º , residente em: ___________________,
doravante denominada DISTRATANTE VENDEDORA.


Pelo presente instrumento particular de distrato, as partes concordam, de forma justa e acertada, em desfazer o contrato de compra e venda de imóvel previamente celebrado entre elas, de acordo com as seguintes cláusulas e condições.


CLÁUSULA 1ª – DO OBJETO

Em , as partes firmaram o contrato de compra e venda referente à , e que teve o seu pagamento acordado no valor de R$ (zero reais).

§ 1º. No entanto, as partes manifestam por meio deste instrumento o interesse em rescindir o contrato em questão, desfazendo, por conseguinte, da negociação, direitos e obrigações assumidas anteriormente.

§ 2º. As partes declaram que o presente distrato está sendo celebrado de livre e comum acordo, extinguindo assim quaisquer obrigações e deveres oriundos da compra e venda antes celebrada, não restando quaisquer resquícios de ônus financeiro ou obrigacional contidas na mesma.


CLÁUSULA 2ª – DA QUITAÇÃO



As partes concedem reciprocamente plena quitação em relação a todas as obrigações firmadas no contrato que está sendo rescindido, também declarando não ter mais nada a receber, exigir, solicitar, reclamar ou pleitear uma da outra, em qualquer momento ou circunstância, referente às obrigações assumidas no contrato ora rescindido.

Parágrafo único. As partes declaram, ainda, que o presente distrato é acordado sem a aplicação de multas ou qualquer tipo de penalidade para ambas as partes.


CLÁUSULA 3ª – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS



O presente instrumento contém todo o entendimento entre as partes referente ao distrato, sendo celebrado em caráter irrevogável e irretratável e passa a vigorar a partir de sua assinatura.

§ 1º. Todas as disposições do contrato de compra e venda distratado por este instrumento serão consideradas inválidas e ineficazes a partir da assinatura do presente documento.

§ 2º. As partes concordam que, na eventualidade de alguma cláusula ou disposição deste distrato seja considerada inválida ou ineficaz, isso não afetará as demais cláusulas, que permanecerão plenamente vigentes.

§ 3º. Qualquer eventual tolerância ou concessão entre as partes em relação ao descumprimento de qualquer cláusula deste distrato não implicará alteração ou modificação das cláusulas contratuais.

§ 4º. aca cacacaca caca cacacac ac acacac ac acacacac aca cacacaca ca cacaca caca cacacac acac.


CLÁUSULA 4ª – DO FORO

Fica desde já eleito o foro da comarca de para serem resolvidas eventuais pendências decorrentes deste distrato.

Por estarem assim certos e ajustados, firmam os signatários este instrumento em 02 (duas) vias de igual teor e forma, e para único fim de Direito, diante das 02 (duas) testemunhas abaixo, que também o subscrevem.



, .





DISTRATANTE COMPRADORA:




DISTRATANTE VENDEDORA:



TESTEMUNHAS:




1.
CPF:




2.
CPF:









FALTOU ALGO EM SEU DISTRATO OU TEM ALGUMA DÚVIDA?


Em caso de dúvidas ou necessidade de ajustes em seu distrato, não se preocupe! Nossa equipe está pronta para ajudar com suas questões e fazer os ajustes necessários. Entre em contato conosco através do e-mail contato@99contratos.com.br e conte com o nosso suporte.




RECOMENDAÇÕES PARA ESTE DISTRATO:


Estas recomendações acompanharão o seu contrato em folha separada.

• Antes de assinar o distrato, é essencial que todas as partes leiam o documento com atenção. Caso haja dúvidas ou pontos que precisem ser esclarecidos, é fundamental que sejam discutidos e esclarecidos entre os envolvidos.

• Após a leitura e confirmação do distrato, é importante que todas as partes assinem o documento, incluindo as testemunhas.

• Para garantir a integridade do distrato e evitar possíveis fraudes, é necessário que sejam realizadas rubricas em todas as folhas deste documento, bem como em qualquer anexo que faça parte do mesmo e não contenha as assinaturas das partes envolvidas. Dessa forma, qualquer alteração posterior ficará evidenciada, garantindo a segurança e transparência do acordo estabelecido.

• Cada parte envolvida deve receber uma cópia do distrato. É recomendado que cópias do documento de identificação e do CPF de todas as partes envolvidas sejam anexadas ao distrato. Caso o distrato seja feito por uma pessoa jurídica, o contrato social e a designação de poderes aos contratados legais devem ser incluídos.



QUANDO DEVE SER UTILIZADO UM DISTRATO DE COMPRA E VENDA?

O distrato de um contrato é utilizado quando as partes envolvidas desejam encerrar o contrato antes do prazo estipulado.

No Brasil, o distrato é uma forma legal de encerrar um contrato de maneira amigável, evitando disputas ou litígios.

Existem diversas situações em que o distrato pode ser útil, tais como:

• Encerramento antecipado: Quando ambas as partes concordam em finalizar o contrato antes do prazo estabelecido. Por exemplo, em um contrato de locação, se o locatário precisa deixar o imóvel antes do término do contrato, pode-se recorrer ao distrato para formalizar o encerramento.

• Resolução amigável de conflitos: Quando surgem divergências entre as partes e a melhor solução é encerrar o contrato de forma amigável, evitando processos judiciais. O distrato é uma forma de estabelecer os termos do encerramento e resolver quaisquer pendências existentes.



CENÁRIOS NOS QUAIS UM DISTRATO É RECOMENDADO

Existem vários cenários em que um distrato é recomendado. Aqui estão alguns exemplos:

• Contrato de Prestação de Serviços: Se um cliente e um profissional decidem encerrar uma relação contratual antes da conclusão dos serviços, um distrato pode ser utilizado para definir os termos do encerramento, como eventuais pagamentos pendentes e confidencialidade.

• Contrato de Locação: Se o locatário precisa sair do imóvel antes do término do contrato de locação, um distrato pode ser utilizado para formalizar o encerramento antecipado do contrato e estabelecer as obrigações e responsabilidades de ambas as partes.

• Contrato de Parceria: Se os parceiros decidem encerrar a parceria antes do prazo acordado, um distrato pode ser utilizado para estabelecer as condições de término, incluindo a divisão de bens, responsabilidades financeiras e outras obrigações.

• Contrato de Compra e Venda: Se as partes envolvidas em um contrato de compra e venda decidem desistir da transação antes da conclusão, um distrato pode ser utilizado para formalizar o cancelamento da venda, estabelecendo as consequências financeiras e os procedimentos de devolução de valores pagos.



O QUE DEVE CONSTAR EM UM DISTRATO?

Um Distrato de Compra e Venda deve conter informações relevantes para formalizar o encerramento ou modificação de um contrato.

Embora os detalhes específicos possam variar dependendo do tipo de contrato e das circunstâncias individuais, aqui estão algumas informações que geralmente devem constar em um Distrato de Compra e Venda:

• Identificação das partes: Deve-se fornecer os nomes completos e informações de contato das partes envolvidas no contrato original.

• Descrição do contrato original: Inclui o número do contrato, a data de assinatura e uma breve descrição do contrato que está sendo distratado, como o tipo de contrato (locação, prestação de serviços, compra e venda, etc.).

• Intenção do distrato: Deve ficar claro que as partes concordam em encerrar ou modificar o contrato original, e se o encerramento é total ou parcial.

• Termos do distrato: É importante estabelecer os termos acordados para o encerramento ou modificação do contrato. Isso pode incluir a divisão de responsabilidades, pagamentos, devolução de valores, transferência de propriedade, prazos, entre outros detalhes relevantes.

• Resolução de pendências: Caso existam pendências ou obrigações em aberto relacionadas ao contrato original, é necessário especificar como essas questões serão tratadas no distrato.

• Confidencialidade: Se houver cláusulas de confidencialidade no contrato original, é importante reafirmar a continuidade dessas obrigações mesmo após o distrato.

• Assinaturas: Todas as partes envolvidas no contrato original devem assinar o instrumento de distrato para confirmar seu acordo com os termos estabelecidos.



COMO PROCEDER SE O QUE FOI ACORDADO NO DISTRATO NÃO FOR CUMPRIDO?

Se um distrato não for cumprido por uma das partes, é importante seguir os procedimentos adequados para buscar uma solução. Aqui estão algumas etapas que você pode considerar:

• Revisar o contrato original e o distrato: Analise cuidadosamente os termos e condições estabelecidos no contrato original e no distrato para entender as obrigações de cada parte e verificar se houve algum descumprimento.

• Comunicar a outra parte: Entre em contato com a outra parte por escrito, como uma carta, e-mail ou whatsapp, explicando que o distrato não foi cumprido e solicitando uma solução. Forneça evidências documentais, se disponíveis, que comprovem o descumprimento.

• Negociação e mediação: Tente resolver a questão de forma amigável por meio de negociação direta com a outra parte. Se necessário, considere a mediação, que é um processo em que um terceiro imparcial auxilia as partes a chegarem a um acordo.

• Consultar um advogado: Se a negociação e a mediação não forem bem-sucedidas, é recomendável buscar a orientação de um advogado especializado em direito contratual. O advogado poderá avaliar a situação, analisar os documentos e aconselhá-lo sobre as opções legais disponíveis.

• Ação judicial: Se todas as tentativas de resolução amigável falharem, é possível considerar uma ação judicial para buscar o cumprimento do distrato ou obter uma indenização pelos danos sofridos. Se essa for a opção escolhida, seu advogado irá preparar e apresentar a ação judicial adequada.

É importante lembrar que cada situação é única e pode exigir abordagens específicas.






Dúvidas? Entre em contato conosco pelo e-mail contato@99contratos.com.br ou pela opção de contato localizado no menu em nosso site.

Importante: O nosso atendimento é referente à questões técnicas e não está autorizado a prestar consultoria ou assessoria jurídica.

O nosso atendimento é realizado de segunda a domingo, das 9:00 até as 20:00.



Copyright © 2024 - Todos direitos reservados - 99Contratos - Seu documento personalizado!