Contrato de Sublocação Residencial

Contrato de sublocação residencial


Veja mais avaliações de usuários da 99Contratos  212 avaliações

Leia as opiniões de quem utilizou a 99Contratos
Formatos: Word e PDF
Última revisão: 28 de agosto de 2020
Preencher o contrato Preencher o contrato de sublocacao residencial


O contrato de sublocação residencial é o instrumento que deve ser utilizado por quem deseja sublocar um imóvel, seja como locador ou locatário.

Neste documento estarão as condições para a sublocação do imóvel, entre elas: o valor que será praticado, o prazo da sublocação, os possíveis reajustes, as indenizações e as responsabilidades das partes envolvidas.

Você também poderá escolher se o contrato contará ou não com uma garantia, entre elas a fiança, o seguro, a caução, dentre outras, além de diversas outras opções de personalização, como o pagamento antecipado da sublocação, se o imóvel será subalugado junto com mobília, entre outras.

Fornecemos junto com o seu contrato um modelo de laudo de vistoria do imóvel, documento recomendado para acompanhar a sublocação, oferecido gratuitamente ao gerar o seu contrato.

O seu contrato será gerado a partir das suas respostas, de maneira única e personalizada, para assim atender a sua necessidade. E você também contará com todo nosso suporte para orientações e ajustes que necessitar após o preenchimento.

Modelo criado, e é mensalmente revisado, de acordo com a lei federal nº 8.245.

O CONTRATO DE SUBLOCAÇÃO RESIDENCIAL

O contrato de sublocação residencial, também conhecido como contrato de subaluguel simples, é o instrumento facilitador e regulamentador dos interesses das partes, seja o sublocador, seja o inquilino (sublocatário), auxiliando na organização da sublocação que será celebrada.

Este documento descreve pontos para ajudar a esclarecer as principais dúvidas acerca da sublocação, como:

• a descrição do imóvel residencial e qual será a finalidade da sublocação;

• quais serão os prazos da sublocação;

• a definição do valor do aluguel, remuneração que o sublocatário pagará ao sublocador, e a sua forma de pagamento;

• qual será a garantia utilizada na sublocação - se for necessária, e seus termos;

• as obrigações, os deveres e os direitos das partes envolvidas;

• como proceder em caso de rescisão por qualquer uma das partes.

Uma vez definidos os direitos, os deveres e as obrigações de cada parte, é possível evitar conflitos que poderiam resultar em brigas judiciais, prevenindo as partes de prejuízos e da perda de tempo.

O contrato não deve ser visto apenas como uma formalidade, mas sim como uma importante ferramenta para proteger as partes e promover harmonia à locação.
Informações complementares

O PAGAMENTO ANTECIPADO DO ALUGUEL


Conforme artigo 42 da Lei do Inquilinato, caso não seja utilizada garantia na sublocação, o locador poderá exigir, se assim desejar, que o locatário efetue o pagamento do aluguel de forma antecipada até o sexto dia útil do mês vincendo.
Preencher o contrato Preencher o contrato de sublocacao residencial

A GARANTIA NO CONTRATO DE SUBLOCAÇÃO RESIDENCIAL


Segundo a Lei do Inquilinato, em um contrato de sublocação simples, é possível utilizar uma garantia para que o sublocador proteja-se no caso de inadimplência por parte do sublocatário.

A função da garantia é assegurar que o que foi acordado será cumprido.

Não é permitida a utilização de mais de uma garantia, dessa forma o aluguel deve ter apenas uma modalidade de garantia, se esta for necessária.

A exigência de uma garantia não é obrigatória em um aluguel, contudo, recomenda-se a sua utilização.

As modalidades de garantia para o subaluguel de um imóvel mais comuns e previstas na Lei do Inquilinato, são:

• FIANÇA

Modalidade na qual uma pessoa atua como fiador, assumindo as obrigações se a parte locatária tornar-se devedora.

A fiança compreenderá todos os aspectos da dívida, inclusive possíveis despesas judiciais.


• SEGURO DE FIANÇA LOCATÍCIA

O seguro de fiança locatícia substitui o fiador nos contratos de locação, garantindo o pagamento do aluguel e demais encargos caso o locatário torne-se devedor.

Para esta modalidade deve-se contratar uma apólice de seguro, na qual a parte locadora será a única beneficiária.


• CAUÇÃO

A caução pode ser dada em espécie, bens móveis ou imóveis.

Bens móveis são os que podem ser transportados de um local ao outro, como objetos de valor, veículos, entre outros.

Os bens imóveis referem-se aos que não podem ser transportados, como uma casa, ou um apartamento.

A legislação estabelece que a caução em espécie não pode ser superior a três meses de aluguel.


LAUDO DE VISTORIA


Recomenda-se que seja anexado ao contrato um laudo de vistoria do imóvel.
Este documento deve ser elaborado em duas vias, descrevendo as condições gerais do imóvel, como pintura, vidros, instalações elétricas, hidráulicas e móveis, quando houver.

Uma via deverá ficar com o sublocatário e outra via com o sublocador.

Este laudo permite, ao final da sublocação, junto com a entrega das chaves, verificar se houve algum dano ao imóvel e, assim, garantir que o proprietário receberá o seu imóvel no mesmo estado em que o entregou no início do contrato. O proprietário poderá recusar a devolução do imóvel enquanto não tiver sido devidamente reparado.

A 99Contratos fornece, gratuitamente, junto com o contrato, um modelo de laudo de vistoria.

SOBRE O DESPEJO


O despejo do locatário poderá ocorrer se houver:

I. término do prazo contratual ou de sua renovação sem a saída do locatário do imóvel;

II. se o locatário sublocar, ceder ou emprestar o imóvel, no todo ou em parte, sem o prévio e expresso consentimento do locador;

III. se o locatário não pagar o aluguel no prazo convencionado;

IV. dano causado ao imóvel, provado o dolo ou culpa do locatário;

V. se o locatário mudar a destinação do imóvel residencial;

VI. abandono total ou parcial do imóvel;

VII. nos casos de pedido de retomada, permitidos e previstos em lei e neste regulamento, comprovada em Juízo a sinceridade do pedido;

VIII. se o locatário conduzir atividade ilegal, cometer infrações legais, ou cometer infração grave de obrigação contratual.

Preencher o contrato Preencher o contrato de sublocacao residencial

COMO EDITAR O MODELO

Ao preencher o nosso modelo o seu contrato será gerado em tempo real, de forma simples e prática.

Cláusulas serão adicionadas e modificadas de acordo com as suas respostas.

No fim, você poderá baixar e imprimir o seu contrato, assim como também o receberá em seu e-mail nos formatos Word e PDF, livre para editar e alterar.
Como gerar o seu contrato personalizado
1. Preencha o contrato

Responda algumas perguntas e o seu contrato será criado em tempo real e de forma personalizada.

2. Salvar - Imprimir

No fim, você poderá baixar, ou seja, salvar por meio de download, imprimir, e enviar para seu e-mail, o seu contrato livre para editar e reutilizar nos formatos Word (doc e docx) e PDF.





Vantagens da 99Contratos
1. Seu contrato personalizado

Seu contrato é personalizado para atender exclusivamente à sua necessidade.

2. Certeza de estar atualizado

Nossos modelos de contratos são revisados mensalmente. Garantindo que o seu documento será gerado de acordo com a legislação vigente.

3. Suporte e orientações

Você conta com suporte e orientações de nossos advogados, por e-mail, e sem nenhum custo por isso.

4. Cópia de segurança

Nunca perca o seu contrato! Você terá uma cópia de segurança na nuvem, nos formatos Word e PDF, que estará sempre disponível para quando necessitar.





TAMBÉM CONHECIDO COMO

contrato para dividir apartamento, modelo de contrato de sublocação residencial, contrato de subaluguel residencial simples, contrato de sublocação com fiador, contrato de sublocação residencial com garantia, contrato de sublocação para fins de moradia, contrato de sublocação para fins residenciais

whatsapp Fale conosco