O locatário pode permanecer no imóvel após ele ser vendido?

Artigo
 

Criado em: 17 de abril de 2019             
Atualizado em: 10 de maio de 2020             
Comentar artigo Adicionar comentário


Artigo Imóvel Fiador

É do direito do proprietário a venda de seu imóvel mesmo que este esteja locado, mas a venda do imóvel por si não encerra um contrato de locação que esteja ainda vigente.

Para que a atual locação seja rompida será necessário o cumprimento de alguns requisitos contratuais, assim como algumas providências que precisarão ser tomadas pelo novo proprietário, e este assunto iremos debater neste artigo, para que assim, no final, você saiba como agir caso esteja nesta situação.

A legislação e a locação com a venda do imóvel

De acordo com a Lei do Inquilinato, Lei n.º 8.245/91, mais precisamente em seu artigo 8º, temos a seguinte citação:

"Se o imóvel for alienado durante a locação, o adquirente poderá denunciar o contrato, com o prazo de noventa dias para a desocupação, salvo se a locação for por tempo determinado e o contrato contiver cláusula de vigência em caso de alienação e estiver averbado junto à matrícula do imóvel.".


Ou seja, se o contrato tiver um prazo determinado, e este prazo ainda estiver vigente, e nele tenha uma cláusula que cite que a locação permanecerá mesmo com a hipótese da venda do imóvel, e por fim, se o contrato estiver averbado na matrícula do imóvel, então o novo proprietário não poderá solicitar a rescisão do contrato vigente de locação, devendo assim respeitar o contrato e suas cláusulas até o seu término contratual.

Caso não sejam atendidos os requisitos acima definidos para que o contrato permaneça ativo no caso de venda do imóvel, poderá o novo proprietário, se assim desejar, notificar o locatário com um prazo mínimo de noventa dias a partir do registro da compra e venda do imóvel informando o não interesse em manter a locação, rescindindo de pleno direito o contrato desde que conceda um prazo para que ocorra a desocupação.

A importância do registro do contrato de locação em cartório

A legislação entende que não existia nenhuma relação jurídica entre o novo proprietário e o atual inquilino do imóvel, ou seja, é entendido por definição que a pessoa que comprou o imóvel não tem relação com a locação existente.

Por este motivo que a averbação/registro do contrato de locação se torna tão importante, pois ele estará registrado na matrícula do imóvel, fazendo com que a locação se torne pública e seus termos acessíveis à terceiros.

Benfeitorias feitas pelo locatário

Aqui vai um detalhe importante para quem vai adquirir um imóvel locado: preste atenção no atual contrato de locação quanto às benfeitorias no imóvel e a restituição dos valores gastos pelo inquilino.

Por padrão, caso não especificado de forma diferente no contrato de locação, deverá o locatário ser restituído por gastos feitos no imóvel referentes à benfeitorias necessárias, mesmo que tenham sido efetuadas sem a autorização do locador.

Já as benfeitorias úteis, caso tenham sido previamente aprovadas pelo locador/proprietário, também deverão ser restituídas para o locatário no final da locação, exceto se no contrato citar o contrário.

Recomenda-se assim que o comprador do imóvel leve em consideração este possível ressarcimento de valores gastos pelo locatário ao finalizar a locação, pois se a locação estiver averbada na matrícula do imóvel não poderá o novo proprietário alegar que não sabia desta condição.

Conclusão

Percebe-se a importância de se ter um contrato bem definido, visto que este contrato servirá como uma segurança entre todos os envolvidos na locação e possíveis negociações futuras.

Sempre faça um contrato claro e objetivo, evitando assim conflitos que poderiam resultar em brigas judiciais, prevenindo as partes de prejuízos e da perda de tempo.

Se estiver buscando um contrato de locação residencial que possa ser feito de maneira personalizada, utilize o nosso modelo personalizado em tempo real para você.

Nele você terá a segurança de estar gerando um contrato atualizado mensalmente com a legislação vigente, além de contar com todo nosso suporte e orientações por e-mail sempre que precisar.


Referências:
Lei 10.406
Lei do Inquilinato


Curtiu nosso artigo?

Deixe a sua curtida, assim o nosso time saberá que o artigo foi útil e também nos motivará a criar novos artigos para ajudar você.


Precisa de ajuda?

Nossos Contratos Se você tiver qualquer dúvida ou queira comentar sobre este artigo vá na sessão de comentários logo abaixo.
Responderemos bem rápido para você!


Nossos Contratos

Busca um contrato personalizado para atender as suas necessidades?

Utilize um dos nossos e conte com todo apoio que necessitar.

Locação Residencial

Locação Comercial

Locação para Temporada

Hospedagem











Tem alguma dúvida, sugestão ou comentário?
Utilize o espaço abaixo e o nosso time lhe responderá bem rápido!





Sobre nós!

A 99Contratos é uma LegalTech 100% nacional, criada e desenvolvida pensando no público brasileiro.

Nosso time é formado por especialistas em documentos legais e profissionais apaixonados por novidades que possam ajudar o dia a dia de todos.

Atualmente somos a maior plataforma para a criação de contratos personalizados e documentos legais de forma automatizada do Brasil.