IPTU: O que é e quem tem que pagar por ele?

Atualizado em: 28 de março de 2024             



IPTU: O que é e quem tem que pagar por ele?
IPTU: O que é e quem tem que pagar por ele?

A cada início de ano, surgem diversas matérias referentes a impostos, destacando-se o IPTU como um dos principais. Entender a sua natureza e as obrigações relacionadas a esse imposto pode ser uma tarefa desafiadora para muitos.

Neste contexto, buscamos fornecer uma visão ampla sobre o IPTU e esclarecer as dúvidas mais frequentes que cercam esse tributo.

O que é o IPTU?

O Imposto Predial e Territorial Urbano, como o próprio nome sugere, constitui uma taxa imposta aos proprietários de imóveis localizados em áreas urbanas. Seja uma residência, um apartamento, uma loja comercial ou qualquer outra propriedade dentro do contexto urbano, o IPTU incide sobre sua posse.

Trata-se de uma fonte de receita para as administrações municipais, cujos valores são determinados com base na avaliação do imóvel e são direcionados para investimentos em infraestrutura e serviços essenciais à comunidade local.

Quem deve pagar o IPTU?

Por definição, a responsabilidade pelo pagamento do IPTU recai sobre o proprietário do imóvel. Mesmo nos casos de terrenos desocupados ou sem edificações, o Imposto Territorial Urbano é devido.

Para áreas não urbanizadas, a legislação prevê o Imposto Territorial Rural como alternativa.

No entanto, de acordo com a Lei do Inquilinato, é possível estabelecer acordos nos quais o inquilino assume a responsabilidade pelo pagamento do IPTU, desde que formalizado de maneira clara e específica no contrato de locação.

Inadimplência do inquilino e suas implicações legais

Em situações em que o inquilino deixa de cumprir com sua obrigação de pagar o IPTU, a responsabilidade legal recai sobre o proprietário do imóvel.

A falta de pagamento não apenas resulta em acúmulo de multas e juros, mas também pode levar à inscrição do CPF do proprietário na Dívida Ativa do município, acarretando consequências severas, incluindo a perda do imóvel.

Diante desse cenário, o proprietário pode buscar reparação pelos danos financeiros sofridos e, se necessário, tomar medidas legais para recuperar os valores devidos e até mesmo promover Ação de Despejo contra o inquilino inadimplente.

Conclusão

Tanto proprietários quanto inquilinos precisam estar cientes de suas responsabilidades e direitos em relação a esse imposto municipal. Esperamos que este artigo tenha proporcionado uma compreensão mais clara e abrangente sobre o IPTU e suas implicações legais.

Referência legal

Lei do Inquilinato (Lei Federal 8.245/1991)


Author: Gustavo Falcão

Gustavo Falcão

Gustavo Falcão, fundador da 99contratos, oferece soluções acessíveis e descomplicadas para o conhecimento jurídico.

Através de modelos de contratos personalizáveis, sua missão é garantir praticidade e segurança jurídica.

Sempre buscando aprimorar seus serviços e expandir suas áreas de atuação, Gustavo acredita na tecnologia como aliada para simplificar processos burocráticos e democratizar o acesso ao conhecimento jurídico.


Nossos Contratos

Busca um contrato personalizado para atender as suas necessidades?

Utilize um dos nossos e conte com todo apoio que necessitar.

Locação Residencial

Locação de Bens Móveis

Notificação para Rescisão de Locação Residencial

Comodato de Imóvel Comercial






Sobre a 99Contratos!

A 99Contratos é uma LegalTech 100% nacional, criada e desenvolvida pensando no público brasileiro.

Nosso time é formado por especialistas em documentos legais e profissionais apaixonados por novidades que possam ajudar o dia a dia de todos.

Atualmente somos a maior plataforma para a criação de contratos personalizados e documentos legais de forma automatizada do Brasil.