Escritura Pública versus Contrato Particular: Uma Análise das Diferenças e Implicações Jurídicas

Atualizado em: 30 de janeiro de 2024   



Escritura Pública versus Contrato Particular: Uma Análise das Diferenças e Implicações Jurídicas
Escritura Pública versus Contrato Particular: Uma Análise das Diferenças e Implicações Jurídicas

A formalização de negócios e acordos legais é uma prática essencial para assegurar a validade e a segurança das transações. Nesse contexto, a escolha entre uma escritura pública e um contrato particular desempenha um papel crucial e distinto entre elas.

Ambos são instrumentos jurídicos utilizados para formalizar uma negociação, no entanto, suas características, formalidades e validades perante terceiros divergem entre si.

Neste artigo, exploraremos mais a fundo as diferenças entre escritura pública e contrato particular, destacando situações em que cada um é mais apropriado.

Escritura Pública

A escritura pública é um documento elaborado por um tabelião de notas em um cartório. Sua finalidade principal é formalizar atos jurídicos que requerem um nível elevado de autenticidade e segurança jurídica. Exemplos de transações que exigem uma escritura pública incluem a compra e venda de imóveis, a constituição de empresas e a doação de bens.

Um aspecto fundamental da escritura pública é a sua natureza pública. Ela tem em sua essência a presunção de veracidade, conferindo-lhe força probatória em processos judiciais e em relação a terceiros. Essa presunção é essencial para estabelecer a validade legal da transação, conferindo-lhe força e respaldo jurídico.

Além disso, em alguns casos previstos por lei, a lavratura da escritura pública é obrigatória. Esse requisito legal reforça a sua importância em transações específicas, garantindo a conformidade com as normas estabelecidas.

Contrato Particular

Por outro lado, o contrato particular é um instrumento mais flexível, frequentemente utilizado em diversas situações contratuais, como acordos de compra e venda, prestação de serviços, locação de imóveis, parcerias comerciais, entre outros. Ao contrário da escritura pública, o contrato particular não requer a intervenção direta de um tabelião de notas para sua elaboração.

Um aspecto distintivo do contrato particular é a sua natureza privada. Isso significa que ele não desfruta da mesma presunção de veracidade que a escritura pública.

A validade do contrato particular perante terceiros é outra questão relevante. Enquanto a escritura pública possui uma validade amplamente aceita, o contrato particular pode necessitar provas dos acordos e testemunhas, especialmente em disputas legais.

Diferenças entre Escritura Pública e Contrato Particular

A distinção principal entre a escritura pública e o contrato particular reside na sua formalidade e na validade perante terceiros.

A escritura pública, devido à sua elaboração diretamente em cartório, com a presença e intervenção de um tabelião de notas, confere maior segurança jurídica e presunção de veracidade.

Por outro lado, o contrato particular, sendo um documento mais flexível e elaborado sem a intervenção direta de um tabelião, pode precisar de provas externas, como comprovantes de pagamentos e testemunhas.

Quando Optar por Escritura Pública ou Contrato Particular?

A escolha entre escritura pública e contrato particular depende da natureza da transação e das necessidades das partes envolvidas.

Em transações que envolvem propriedades imobiliárias, ou estabelecimento de empresas, o contrato serve como uma formalização do acordo das partes, precisando, depois, da escritura pública para que a negociação seja considerada devidamente concluída.

Por outro lado, em situações contratuais menos complexas, onde a flexibilidade e agilidade são prioridades, o contrato particular é uma escolha viável.

Conclusão

Em síntese, compreender as diferenças entre escritura pública e contrato particular é essencial para tomar decisões informadas e garantir a segurança jurídica em transações comerciais e acordos legais.

Em casos de dúvida, buscar a orientação de profissionais jurídicos é sempre recomendado para assegurar o cumprimento das normas legais e a proteção dos interesses das partes envolvidas.


Author: Gustavo Falcão

Gustavo Falcão

Gustavo Falcão, fundador da 99contratos, oferece soluções acessíveis e descomplicadas para o conhecimento jurídico.

Através de modelos de contratos personalizáveis, sua missão é garantir praticidade e segurança jurídica.

Sempre buscando aprimorar seus serviços e expandir suas áreas de atuação, Gustavo acredita na tecnologia como aliada para simplificar processos burocráticos e democratizar o acesso ao conhecimento jurídico.


Nossos Contratos

Busca um contrato personalizado para atender as suas necessidades?

Utilize um dos nossos e conte com todo apoio que necessitar.

Procuração para Representação em Assembleia de Condomínio

Procuração por Instrumento Particular

Representação Comercial

Sociedade Limitada






Sobre a 99Contratos!

A 99Contratos é uma LegalTech 100% nacional, criada e desenvolvida pensando no público brasileiro.

Nosso time é formado por especialistas em documentos legais e profissionais apaixonados por novidades que possam ajudar o dia a dia de todos.

Atualmente somos a maior plataforma para a criação de contratos personalizados e documentos legais de forma automatizada do Brasil.